Jesus ressuscitou e vive para sempre

Jesus ressuscitou e vive para sempre

17 de março de 2016

A CELEBRAÇÃO DE PURIM





A celebração de Purin!


Purim , a celebração de Purin, inicia-se ao entardecer do dia 4 de março, mês de Adar e termina ao surgir a três estrelas no céu do dia 5, 14 do mês de Adar, março. Trata-se de uma festa que celebra o livramento da proposta do inimigo de apagar o nome e o povo do Eterno da face da Terra, no qual encontramos todo o enredo no maravilhoso e belíssimo  livro de Esther.
Purin, Pur no hebraico equivale a palavra sorteio, trazendo a memória o plano no mal, que lançando sortes através do maldoso Haman,Este era o método usado por Haman, o primeiro-ministro do Rei Achashverosh da Pérsia, para escolher a data na qual ele pretendia massacrar os judeus do país, onde  estipulou o aniquilamento do povo do S’nhor, onde a maldição fora transformada em bênção quando a sua vitória fora estabelecida pelo S’nhor quando tudo parecia perdido Adonai, mudou a sorte de seu povo escolhido, Israel, é por isso que celebramos com muita alegria e brincadeiras.
Purin do plural de פּוּר pûr, “sorteio” em hebraico, do acadiano pūru) é uma festa judaica que comemora a salvação dos judeus persas do plano de Hamã, para exterminá-los, no antigo Império Aquemênida tal como está escrito no Livro de Ester, um dos livros do Tanach.

O que é Megillat?

Em purin fazemos a leitura da Megillat Ester que  significa “revelar o oculto”. A palavra vem do verbo Megillah legalot = descobrir e Ester lehastir = ocultar ou esconder, e assim com o conhecimento do que está escondido dentro de nós, podemos conseguir realmente entender o mundo em que vivemos.
Dia da celebração de Purin
Purim em 2016- Começa ao pôr do sol de Quarta-feira, 23 Março, 2016 Termina ao anoitecer de Quinta-feira, 24 Março, 2016. O trabalho deve ser evitado.
Ta’anit Esther – 23 Março, 2016;  Shushan Purim – 25 Março de 2016

 Na celebração …

Nos disfarçamos em Purin…

Em Purin nos escondemos atrás de um disfarce. A  Meguilá de Esther, sua história  se desenrola escondida  e nela encontra-se oculto o  Nome e o Eterno, mas revelado a todos o seu poder sobrenatural. Algumas considerações podemos fazer de acordo com a tradição e como celebramos:  E fala da  menina judia que sempre se escondeu  e que ao nascer no meio de seu povo recebeu o nome de Hadassah, mas que mais tarde por ocasião do concurso para saber quem seria a escolhida como esposa do Rei Assuero, Hadassah também escondeu seu nome, adotando um nome persa,  Esther, para esconder sua verdadeira identidade. E com este momento da sua história também encontramos o que os sábios explicam acerca do vinho nas festa e essa em especial que o vinho bebido “revela os segredos escondidos” dentro de cada uma pessoa e  que estão escondidos na alma judaica.

Jejum de Ester

 Ta’anit Esther- 23 mar 2016- Jejum de Ester.
Significado data: dia de jejum,  crianças do sexo masculino de Israel jejuam no dia de Purim.
O que fazer jejum Esther: jejum do amanhecer ao sair das estrelas; Momento especiais de oração.
Leitura da Meguilá
Deve-se ouvir duas vezes a leitura da Meguilá de Ester: uma na noite de Purim, e a outra pela manhã.
Mishlôach Manot
Envia-se alimentos a pelo menos um amigo no decorrer do dia de Purim que devem ser de duas espécies (fruta, massa e/ou bebida), prontos para consumo e entregues através de um mensageiro.
Matanot Laevyonim
Doa-se uma certa quantia em dinheiro para pelo menos dois carentes no decorrer do dia de Purim. Caso não se encontre ninguém nestas condições, a doação deve ser colocada em uma caixinha de tsedacá.
Refeição Festiva
Uma refeição festiva é realizada ainda durante o dia de Purim e deve conter pão, vinho e carne.

Parashah 24: Vayikra (E chamou) - Shabbat de 18 e 19março2016


Vayikra (Levítico) 1:1 - 5:26
Haftarah: Yesha'yahu (Is) 43:21 - 44:23
B'rit Hadashah: Romanos 8:1-13; Judeus messiânicos (Hb) 10:1-14; 13:10-16.

A Parashah dessa semana Vayicrá ( e chamou) fala de korbanot (sacrifícios) , e mais uma vez podemos fazer essa relação com o Mashiach Yeshua, pois aqueles animais usados como sacrifícios no Mishkan (tabernáculo) eram apenas temporários e exteriores, e não tinham o poder de purificar ou justificar o homem, mas o sacrifício do Mashiach Yeshua , esse sim foi definitivo , e redimiu o pecado e tem o poder de transformar a alma do homem para que possamos nos conectar com o nosso Eterno Criador dos céus e da terra.

Hebreus 9:13-14

"Se a aspersão de pessoas cerimonialmente impuras com o sangue de bodes e de touros, e as cinzas de uma novilha, restaurava-lhe a pureza exterior, quanto mais o sangue do Messias, que, pelo Espírito eterno, se ofereceu a D'us como sacrifício imaculado, purificará nossa consciência das obras que conduzem à morte, para que possamos viver e servir ao D'us vivo! "